Desenhos

Próxima página

"Desde criança gostava de desenhar pessoas e fazer minhas próprias ilustrações sobre as histórias que lia. Aos 8 anos, fiz um pequeno retrato de minha mãe que causou espanto pela semelhança e expressão. Este traço continuou pela vida afora. Sou expressionista e me fascinam as reações que percebo nas pessoas e ando permanentemente com um bloco de cartões Fabriani ou Montval, uma canetinha francesa e uma mini aquarela na bolsa. E vou registrando o que vejo.Rendeu uma exposição denominada Flagrantes de Final de Século, num shopping de Porto Alegre e durante a última Bienal do Mercosul, em sala alternativa da Casa de Cultura Mario Quintana. Rendeu , ainda, uma classificação entre 35 artistas brasileiras , em arte postal, realizada pela Universidade de Muncie, EUA, em 2000. Na pintura, tenho diversificado, mas a minha fixação é mesmo a observação em cafés, bares e restaurantes dos shoppings. Faço, ainda, retratos, em óleo sobre tela, ou em acrílico, dentro da minha visão artística das pessoas retratadas."

 
 
 
 
 
 
Próxima página